Montando o cenário do nosso mercado
ABRACE
Blog da Abrace - Associação Brasileira de Cenografia e Estandes
15
junho
2020

O “Brasil dos eventos” vai voltar… não há como imaginar nossa nação sem a força propulsora dos eventos

escrito por ABRACE

Quando Tudo Isso Passar…

Tenho lido, visto (pessoalmente) e ouvido essa frase a todo momento. A frase soa bem, tem a “alcunha” de “politicamente correta” mas, a meu ver, não antevê todo o cenário.

Aliás, para nós, que atuamos junto ao mercado de eventos, não nos parece tão simples!

Quando tudo isso passar, carregaremos ainda, durante meses, talvez anos, o fantasma da falta de faturamento, o tormento das dívidas inadimplidas… o pesadelo das demissões!

Quando tudo isso passar, junto à esperança - matéria curricular do empresariado brasileiro - teremos a companhia da incerteza, da falta de crédito, da falta de insumos, das empresas destroçadas.

Planejamento de anos a fio, esmagado pela alteração abrupta e inesperada do mercado - do mundo!

Fomos tratados como iguais - iguais a tantos outros que, certamente, sofreram, mas não tanto quanto nós.

Enquanto a maioria dos setores teve seu faturamento diminuído - nós o tivemos ZERADO! Matérias primas compradas, pessoal contratado, projetos prontos, obras iniciadas ou acabadas. Nada disso contou.

Agora é aguardar a chegada do resto dos cacos, recolhê-los e recomeçar, munidos de uma fé que, agora por necessidade, tem que ser inabalável!

As associações tem se movimentado - algumas como nunca. Pedidos , solicitações, estudos, elaboração de documentos, propostas. Assessoria jurídica, busca por créditos; tudo isso numa tentativa de servir de apoio a esse mercado, tão abalado!

Cidades como São Paulo estão reabrindo os comércios de rua e os Shoppings Centers - com diversas regras! Se é possível a eles, também é possível ao mercado de eventos!

O “Brasil dos eventos” vai voltar… não há como imaginar nossa nação sem a força propulsora das feiras, dos eventos corporativos e sociais!

Nossa esperança é que, reabertos os portões, os grandes atores desse espetáculo tenham forças para mais uma atuação.

Por Alessandro Ragazzi

Diretor Jurídico - ABRACE


Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades