10
agosto
2012

O essencial é invisível aos olhos.

escrito por

Foi com muito entusiasmo que aceitei o convite do nosso amigo e incansável comunicador do setor de eventos, Sérgio Junqueira, a escrever e compartilhar com os leitores deste blog um pouco do que aprendi no mercado de Eventos, Turismo e de uma forma mais abrangente a hospitalidade.

Bem, este será o tema dos meus posts, hospitalidade, mas sob a ótica do ser humano, do profissional, do capital humano, da educação e de qualquer outro aspecto ligado a este tema, que tenha algo de fato muito importante ou inovador, claro sob o meu ponto de vista.

Quando buscava o título para este blog, não pensei duas vezes: O essencial é invisível aos olhos. Acho essa frase interessante e verdadeira, e acima de tudo, completamente conectada com o que vivemos no setor de serviços, sob o aspecto da excelência em serviços. Quem já leu o clássico ‘’pequeno príncipe’’, sabe o que quero dizer. É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam à solidão ou em nosso caso, a perda do cliente. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias, nos tornamos adultos de forma definitiva e esquecemos a criança que fomos.

Em resumo, analogicamente o que quero dizer, é que o cliente enxerga aquilo que está ao alcance do campo de sua visão e só. Aquilo que não se vê, mas se pode sentir é o grande lance.Em essência, está ligada a capacidade que o ser humano possui de encantar, surpreender e transformar o tempo em momentos mágicos.

Me fez lembrar uma frase proferida por um CEO do grupo DISNEY : ‘’Não é com mágica que se faz um bom trabalho; é com um bom trabalho que se faz mágica’’.

Bom trabalho e boa leitura a todos.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades