Rede dos Eventos
Regina Lúcia de Medeiros Amorim
"Para conseguir grandes coisas, é necessário não apenas planejar, mas também acreditar; não apenas agir, mas também sonhar."
Anatole France ( escritor e pensador francês)
22
março
2016

Mercado de eventos em João Pessoa tem como empresa âncora o Centro de Convenções

Fausto Cassemiro, coordenador nacional do Programa SEBRAE de Encadeamento Produtivo, define o encadeamento produtivo como "uma forma dos pequenos negócios entrarem para o mercado corporativo, sejam como fornecedores ou como distribuidores. É, também, uma estratégia para aumentar a competitividade, a cooperação, a competência tecnológica e de gestão dessas organizações".

A estratégia de encadeamento produtivo visa promover a inserção de pequenos negócios em cadeias de valor de grandes empresas, de forma cooperada, competitiva e diminuindo a desigualdade de produtividade entre pequenas e grandes empresas.

O Centro de Convenções é a grande empresa que movimenta toda uma cadeia de valor no mercado de eventos em João Pessoa, que vai desde empresas de montagem de stands, organizadoras de eventos, de comunicação visual, decoração, segurança, buffet , serviços gráficos, sonorização, iluminação, cenário, serviços de limpeza, serviços de recepção, hospedagem, pacotes e serviços de receptivo, fotografia, brindes, troféus, placas, audiovisuais, tradução e intérprete, seguradoras, transportes de passageiros e de cargas, comunicação, uniformes e trajes, além dos serviços temporários de recepcionistas, fotógrafos, seguranças, pessoal de limpeza, cerimonial, garçons, decoradores, pessoal de manuseio de correspondência, eletricistas, operadores de marketing, animadores e recreadores.

Segundo informações de 2015, do Convention Bureau de João Pessoa, até 2018 mais de 30 grandes eventos devem ser realizados em João Pessoa e movimentar um montante em torno de R$ 100 milhões atraindo cerca de 60 mil pessoas.

Estudo "II Dimensionamento Econômico da Indústria de Eventos no Brasil - 2013", numa parceria SEBRAE Nacional e ABEOC Nacional revela que o mercado de eventos está em plena expansão e cresce em torno de 14% ao ano.

O segmento MICE (reuniões, incentivo, congressos e feiras) movimentou US$ 350 milhões na América Latina, segundo dados 2015 da ICCA. (Associação Internacional de Congressos e Convenções). Para Arnaldo Nardone, diretor da ICCA, o segmento MICE gasta cinco vezes mais que os demais turistas, porém, apesar do crescimento do mercado de eventos e de negócios, alerta para o pouco conhecimento desse segmento.

A qualificação é o caminho que mais vai contribuir para a competitividade da pequenas empresas, para o desenvolvimento sustentável, a inovação e a expansão dos fornecedores locais.

Por outro lado, a grande empresa também terá ganhos garantidos pela maior competitividade dos fornecedores de pequeno porte com relação a preços, agilidade, flexibilidade, sustentabilidade e inovação.

Pesquisa de Encadeamento Produtivo realizada pelo SEBRAE em 2014 indica que os principais impactos do relacionamento dos pequenos negócios com grandes empresas contribuiu para aumentar a qualidade do produto ou serviço, aumentar o faturamento bruto, aumentar a lucratividade e a produtividade, aumentar o número de pessoas ocupadas e diminuir o número de reclamações de clientes.

Dentre as oportunidades de qualificação que o mercado oferece para esses pequenos negócios do encadeamento produtivo do mercado de eventos em João Pessoa, temos o curso Formação de Empreendedores em Eventos, que já começa em 11 de abril. O grande legado para os participantes desse curso será o seu diferencial no mercado de eventos e de negócios, com relação à competitividade, sustentabilidade, criatividade e inovação.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades