Reflexões & Aprendizados
Andréa Nakane
Você pode sonhar, criar e construir a idéia mais maravilhosa do mundo, mas são necessárias pessoas para fazer o sonho virar realidade
Walt Disney
27
fevereiro
2015

Rio:450 Anos de Carioquices

escrito por Andréa Nakane

Cantada em verso e prosa por suas belezas divinais, que transbordam em cada canto de seu território, a cidade incomparável do Rio de Janeiro comemora seus 450 anos de fundação.

Uma cidade que é cartão-postal, ícone do turismo brasileiro, que mescla mazelas de uma metrópole cosmopolitana, que foi durante muito tempo abandonada nas mãos de gestores públicos incompetentes e sem amor por essa terra abençoada, e que tem no ano de 2015 muitos motivos para comemorar, já que esse momento antecede a um ano glorioso que acontecerá em 2016 com a realização de uma edição dos jogos olímpicos.

O Rio da diversidade de belezas étnicas que se fundiram desde o descobrimento do país, mais uma vez será o centro das atenções do mundo e terá em seu símbolo maior, a imagem do Redentor de braços abertos, a mais perfeita tradução do que é ser hospitaleiro e acolher de forma descontraída e festiva a todos os seus visitantes, como imagem que irá rodar por todos os continentes.

Nascer no RJ é nascer com o DNA da carioquice, a malandragem do bom viver, do sorrir para a vida, quando a mesma não lhe dá tantas razões, mas ao olhar as paisagens exuberantes entre mar e montanhas e ver o suave trilhar do bondinho rumo ao cume do morro do pão de açúcar, espontaneamente surge o brilho no olhar e o espírito alegre e guerreiro se apodera, tanto dos nativos quando dos forasteiros.

Ser carioca é circular entre zona sul e zona norte, de peito aperto, desbravando novos passeios, novos modismos, reencontrando tradições, sem preconceitos ou não me toques.

Desde sua criação, o RJ tornou-se um mosaico de cores, de raças, de comunidades abastadas , onde a riqueza e pobreza se encontram nas faixas praianas, nos eventos esportivos e culturais, nas quadras de escola de samba e que juntos aplaudem ao majestoso espetáculo do pôr do sol nas pedras do Arpoador.

Dizem que ser carioca é um estado de espírito, mas que precisa constantemente ser oxigenado, para quem está por lá é só deixar-se levar pelas ondas, pela cadência da cidade

.

Quem está longe, tem de voltar sempre, tem que continuar se emocionando a cada descida do avião e deixar uma discreta lágrima cair no momento de ausentar-se de sua terra de origem.

Ser carioca é acreditar que Deus sem dúvida alguma é brasileiro e que escolheu o RJ para ser o cenário protótipo do seu paraíso. É ter fé em São Jorge, sem esquecer de seu padroeiro, São Sebastião.

No aniversário da cidade só posso falar de suas belezas, das coisas boas, das emoções que sinto por ser carioca e por ter dito o privilégio de nascer em uma cidade patrimônio da humanidade, que é linda por natureza e tem em seus genuínos filhos, sua personificação de amor, alegria e vigor de viver!

Feliz 450 anos RJ! Que venham muitos outros anos repletos de maravilhas e belezas surreais!

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades