Tecnologia em Eventos
Marco Barcellos
O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis
Fernando Pessoa
25
julho
2018

Começa hoje a Flip 2018 - a 16ª edição do maior evento literário do Brasil

escrito por Marco Barcellos
flip

Começa hoje a Flip 2018 – a 16ª edição da tradicional Festa Literária Internacional de Paraty, que já é considerada o principal evento internacional dedicado à literatura no Brasil, e este ano acontece de 25 a 29 de julho (quarta a domingo).

Pelo segundo ano sob a curadoria da historiadora e jornalista cultural Joselia Aguiar, a Flip 2018 homenageia a escritora Hilda Hilst (Hilda de Almeida Prado Hilst, 1930-2004), que explorou gêneros como poesia, ficção, teatro e crônica, sempre transitando entre temas diversos como amor, sexo, Deus, morte, a finitude das coisas e a transcendência da alma.

Após uma edição marcada pela diversidade cultural, com um aumento no número de autoras mulheres, da maior participação de escritores negros e de editoras de pequeno porte, a baiana Joselia Aguiar volta à curadoria da Flip que, em 2018, será um pouco mais “feminina”, assim como no ano passado.

A abertura oficial da 16ª Festa Literária Internacional de Paraty será às 20h00 da quarta-feira (25/07) com a mesa de abertura que homenageará Hilda Hist, e contará com as presenças da atriz Fernanda Montenegro e da compositora Jocy de Oliveira.

flip

Ao longo da semana, a Flip 2018 contará com um total de 18 mesas com 33 autores no programa principal – 17 mulheres e 16 homens. Entre os destaques do programa estão a escritora russa Liudmila Petruchevskaia, o historiador britânico Simon Sebag Montefiore e o americano criado no Egito Andre Aciman, autor do romance Me Chame Pelo Seu Nome.


Na lista de brasileiros, entre os destaques aparecem o veterano Sérgio Sant'anna, o estreante Geovani Martins, a feminista e ativista negra Djamila Ribeiro e as poetas Júlia de Carvalho Hansen e Laura Erber.

O cantor e compositor Zeca Baleiro também participará de uma mesa na qual falará sobre o processo de criação de seu disco com poemas de Hilda Hilst, Ode Descontínua e Remota para Flauta e Oboé.

Desde sua primeira edição, a Festa vem crescendo, seja com relação ao número e expressão de escritores e editoras convidadas, seja no número de visitantes. A Festa é organizada pela Associação Casa Azul e a idéia de promover a Flip nasceu em parceria com a editora inglesa Liz Calder, inspirada em eventos similares, realizados em cidades pequenas.

A Casa Azul é uma organização da sociedade civil de interesse público que desenvolve projetos nas áreas de arquitetura, urbanismo, educação e cultura. Desde as primeiras ações, há mais de vinte anos, vem desenvolvendo uma metodologia de leitura territorial capaz de potencializar importantes transformações no território.

Em Paraty, onde a associação se originou, esse processo levou à realização de ações de permanência, com projetos como a Flip, a Biblioteca Casa Azul e o Museu do Território de Paraty, entre outros. A programação da Flip é realizada por meio da lei de incentivo à cultura do Ministério da Cultura do Governo Federal.

flip

A Festa Literária que, em 2017, trouxe uma nova forma de ocupação dos espaços públicos, ao centralizar suas ações na Praça da Matriz de Paraty, revitalizada em 2012, terá entre suas principais características a busca por novas formas de união das dimensões urbana e cultural.

Mais informações em: www.flip.org.br

Confira a programação completa em: http://flip.org.br/edicoes/flip-2018/programa

flip


Fonte: FLIP, CASA AZUL

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades