Trip & Soul
Marco Aurélio Moura
Costumo responder, normalmente, a quem me pergunta a razão das minhas viagens: que sei muito bem daquilo que fujo, e não aquilo que procuro
Michel de Montaigne
20
dezembro
2019

Grata surpresa na cultura nacional

Sem dúvida, viajar é uma das coisas mais gostosas da vida. Infelizmente, nem sempre temos “tempo” para sair pelo mundo. Outro dia mesmo escrevi sobre como as viagens podem nos ajudar a adquirir conhecimento e aprendizado.

E, para minha surpresa, eu que estou com base em Curitiba, neste momento, pude viver uma viagem cultural como há muito não tinha.

Com a visita de um amigo de São Paulo, resolvi sair com ele para turistar. A primeira parada foi à Bienal de Curitiba e uma exposição paralela com artistas do Brics; (Brasil, Rússia, India , China e África do Sul) . Ali começava uma viagem à cultura destes países, inclusive do meu - o Brasil. Dentre várias exposições, imperdíveis, nos deparamos com uma artista paraense, performática, tendo ela mesma como personagem de suas criações apresentadas em vídeos e fotos. Berna Reale, é o nome dessa artista brasileiríssima, que nos chamou atenção após uma observação feita por uma das seguranças da sala. Ao assistir os vídeos, veio aquela sensação incrível de descobrir algo novo, diferente e surpreendente.

Berna Reale
É bom lembrar, que eu e meu amigo somos “quase” senhores,  viajados e experientes em tirar o melhor de cada viagem. A paraense Berna Reale simplesmente nos conquistou com a sua arte crítica e política. Seus vídeos e fotos, com detalhes que abordam de forma meticulosa os assuntos do cotidiano. Saímos e entramos duas vezes na sala acompanhando uma guia que apresentava a um grupo de estudantes aquela maravilha.

Posso dizer que já tive vários momentos como este e voltei a me lembrar do dia que conheci o maravilhoso Museo Somaya, na Cidade do México; as múmias do museu egípcio do Cairo ou quando vi Rembrandt, em Paris. E, agora, pude voltar a sentir esta sensação, aqui mesmo, em Curitiba, que também tem o Museu Niemeyer, mais conhecido como Museu do Olho, por causa do seu formato. Por isso, aconselho os viajantes a darem mais atenção às suas cidades e descobrir a história que ela está pronta a mostrar.

Sou fã confesso do artista inglês Banksy, por suas obras de crítica e que tive oportunidade de ver em grafites pelas ruas de Londres ou no lado palestino do muro que separa a Palestina com Israel. Mas hoje tenho aqui  Berna Reale, que também  protagoniza um trabalho envolvente acompanhada de efeitos, objetos, animais e gente. Agora, além do inglês Banksy e o chinês Ai Wei Wei, Berna Reale sobe ao topo da lista de artistas imperdíveis.

Berna Reale


Se estiverem em Curitiba até março de 2020 não percam está brilhante artista e também trabalhos de vários artistas dos países do Brics.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades