Trip & Soul
Marco Aurélio Moura
Costumo responder, normalmente, a quem me pergunta a razão das minhas viagens: que sei muito bem daquilo que fujo, e não aquilo que procuro
Michel de Montaigne
16
julho
2014

Só dormir não descansa

parque ibirapuera parque ibirapuera
Claro que todo o assunto que tem a palavra viagem e férias me interessam muito e sempre. Motivo perfeito para uma boa leitura.

Outro dia me deparei com um comentário, de um psicólogo, que dizia que o brasileiro não tem o costume de aproveitar bem as suas férias. Alguns, nem saem de suas cidades, não por falta de recursos para decolar, mas preferem aproveitar este tempo para colocar a sua vida em dia. E, ainda acrescentou, que essa arrumação pode ser feita durante o ano, enquanto outros povos como americanos e europeus têm este período de descanso como sagrado.

parque ibirapuera parque ibirapuera
Às vezes precisamos escolher: descansar o físico ou a mente. O físico podemos relaxar com um bom banho quente e depois um sono numa cama espaçosa e confortável ou, mesmo passar um dia em um bom SPA. Entretanto, para a mente é preciso muito mais e não esperar só pelas férias anuais, mas agregar aos fins de semana programas que são capazes de relaxar a mente e corpo. Por quê não?

Por exemplo, se na sexta-feira, após uma semana difícil, você chegar em casa e dormir até a segunda-feira, o seu físico vai agradecer e você recomeça a semana super confortável. Mas e a mente? Com certeza a mente vai continuar cansada e com as mesmas preocupações da sexta-feira passada. Mas você pode usar pequenos truques que vão ajudar a aliviar a tensão da mente no fim de semana quebrando a sua rotina. Veja, você que mora em São Paulo, pega o carro, ônibus ou vai pé para algum lugar próximo. Existem várias opções que sequer imaginamos ou, até imaginamos, mas temos preguiça só de pensar em pegar o caminho para estes lugares... parques, praias... 

Que tal uma visita à cidade de Santos? É perto, tem uma estrada ótima e um visual de mar que já vai te fazer relaxar mentalmente e, se você conhece os pontos certos de onde ir em Santos melhor ainda. *

Uma vez num final de expediente de uma sexta-feira, entrei no site do Metro e pesquisei os horários liberados para entrar na estação e trem com a minha bicicleta. Sim, fui até Santos de bicicleta nesta noite.

parque ibirapuera parque ibirapuera
Só a idéia de entrar no Metrô com a bicicleta já me animava e me deixava meio ansioso, pois os trens em São Paulo sempre andam cheios. Mas para minha surpresa existem os vagões específicos para entrar com a bike e existe sinalização nas próprias plataformas mostrando isto.

As pessoas ficam olhando e acham que você é um grande esportista. Desci na estação Jabaquara que é acoplada com a rodoviária que atende somente o litoral sul paulista.

Comprei a minha passagem numa das companhias e coloquei a bicicleta no bagageiro do ônibus. É mais simples do que parece. Carregadores e motoristas já vão facilitando este acesso e você não paga nada a mais por isso, já que conta como uma mala e, ela pode estar junto com pranchas de surf e outras “cositas mas”.

Depois de 1 hora e meia, dependendo do trânsito, de uma viagem tranquila chega-se a Santos e desci na última parada que era para pegar a balsa rumo a praia do Tombo no Guarujá.

A sensação de liberdade nesta pequena e simples atitude de sair de São Paulo de bicicleta na noite de uma sexta-feira já me fazia sentir a pessoa mais descansada do mundo.

Atravessei entre Santos e Guarujá em uma área reservada para as inúmeras bicicletas que estão ali como você. Inclusive você não paga balsa para essa travessia se estiver a pé ou de bicicleta. Chegando no Guarujá comecei a pedalar e de lá fui para uma pousada que eu tinha reservado na praia.

Para minha frustração, a distância entre a balsa até a praia do tombo era muito pequena e não precisei de muito esforço. Na pousada, estacionamento com carros, motos e a minha bike.

Resumindo este trecho sobre a minha ida a Santos, foi apenas para mostrar que muitas vezes coisas simples também dão um bom resultado e você recomeça a semana com mais energia e descansado de todas as formas, além, claro de voltar com muitas e boas historias para contar.

· Em Santos, eu sugiro o canal 3. Para mim tem os prédios de uma Copacabana “cool” e o povo do Leblon. Existem alguns bares entre estes prédios que fazem a diferença, com gente bonita e petiscos bem gostosoos, bom preço e qualidade.



Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades