Turismo sem Censura
Fabio Steinberg
Um jornalismo crítico e independente do setor
02
novembro
2017

Avião Tem Cheiro, Sabia?

escrito por Fabio Steinberg

Os passageiros podem não perceber, mas as companhias aéreas salpicam fragrâncias nas aeronaves. Bem-vindo ao marketing olfativo, que atua em duas frentes. A primeira é criar identidade com a marca, algo que o comércio já faz há tempos.

A segunda batalha é mais sutil: criar vínculos emocionais com o consumidor. É que perfumes conseguem criar imagens e sensações no inconsciente. Podem estar associados a experiências do passado e assim resgatar memórias. Ou estabelecer novas e fortes fronteiras emotivas.

“O olfato é o mais poderoso e emocional dos sentidos. Ao usar aromatização de ambientes, as marcas conseguem se conectar emocionalmente com os consumidores”, explica Mônica Sampaio. Ela é gerente de Desenvolvimento de Fragâncias da Perfumatech, empresa que atua neste acirrado mercado.

A busca pela afinidade do cheiro com a marca não foi ignorada pela aviação. As cabines da United são perfumadas por partículas de um composto de casca de laranja, bergamota, cipreste, pimenta, chá preto, sândalo e couro. “A nossa meta é criar para os clientes uma experiência sensorial que combine essência exclusiva, seleção musical e iluminação suave”, explica Maddie King, porta-voz da empresa. CONTINUA

Fonte: www.steinberg.com.br

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades