Vendo do mundo os segredos escondidos
Sergio Junqueira Arantes
Os casos vi que os rudes marinheiros, Que têm por mestra a longa experiência, Contam por certos sempre e verdadeiros, Julgando as coisas só pela aparência, E que os que têm juízos mais inteiros, Que só por puro engenho e por ciência, Veem do mundo os segredos escondidos, Julgam por falsos, ou mal entendidos
Camões, Lusíadas, Canto V
24
abril
2009

ANAC afronta Congresso Nacional, Conselho Nacional do Turismo e Ministro do Turismo


Em reunião convocada durante o feriado em que se homenageia Tiradentes, a ANAC Agência Nacional da Aviação Civil deliberou na ultima quarta-feira liberar as tarifas aéreas internacionais.

No Editorial (02/04/2009) “Lágrimas derramadas não movem moinhos” alertamos dos prejuízos que a medida causaria ao turismo nacional, chamando especial atenção dos membros do Conselho Nacional do Turismo, órgão presidido pelo Ministro do Turismo, que em reunião realizada dia 04 de abril aprovou por unanimidade solicitação à ANAC para que se abstivesse de qualquer medida no sentido da liberação das tarifas internacionais enquanto estudos mais acurados não demonstrassem que o turismo nacional não será prejudicado pela implantação desta política.

O Ministro do Turismo, Luiz Barretto, imediatamente oficializou à ANAC informando a decisão do CNT, manifestando sua preocupação com as conseqüências da medida e solicitando o reestudo da matéria.

Também a Câmara dos Deputados e o Senado Federal mostraram-se preocupados, tendo a Comissão de Turismo da Câmara instaurado uma Audiência Pública para o dia 30 de abril, convocando a presidente da ANAC, Solange Vieira, para as devidas explicações e, também, dando oportunidade para que outros especialistas possam se manifestar e apresentar seus estudos.

Para evitar a continuidade dos debates e o surgimento de mais estudos que demonstrassem o absurdo da medida, a ANAC antecipou a reunião, convocando-a na “calada da noite”, surpreendendo a todos.

Agora ‘a vaca foi pro brejo’... Publicada no Diário Oficial, a decisão tem efeito imediato, salvo alguma medida judicial que suspenda seus efeitos. Implantada, todos seus malefícios poderão ser avaliados nos próximos meses, e mesmo correndo o risco de parecer repetitivo, agora não adianta chorar o leite derramado, afinal lágrimas não movem moinhos.

Aos deputados que a convocaram Dona Solange deu uma banana. Aos senadores que a questionaram, fez ouvidos moucos. Ao Ministro do Turismo, um chega pra lá. Ao Conselho Nacional do Turismo, a cuja reunião sequer compareceu, seu sonoro desprezo. 

Sergio Junqueira Arantes
Sergio@ExpoEditora.com.br
Diretor do Portal Eventos e das revistas Eventos e Making Of
Titular da Cadeira 1, da Academia Brasileira de Eventos
Vice-presidente da ANETUR - Associação Nacional dos Editores de Turismo
Member MPI Brazil Chapter - Meetings Professionals International


________________________________________

O Profeta diz que:

» Tem centro de convenções do Nordeste que precisa de reformas e está com as verbas disponíveis, esperando a viúva gritar para se explicar.
 
» Tem promotor bem empregado que não acha os empregos e impostos gerados pela hotelaria importantes. O seu está garantido. Dele a viúva não vai cobrar.

» Deve ser mera coincidência a companheira do diretor de uma estatal ganhar importantes licitações.

» Existem estatutos e estatutos, alguns muito estranhos, mas sua mudança na véspera das eleições é mais estranho ainda.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades