Vendo do mundo os segredos escondidos
Sergio Junqueira Arantes
Os casos vi que os rudes marinheiros, Que têm por mestra a longa experiência, Contam por certos sempre e verdadeiros, Julgando as coisas só pela aparência, E que os que têm juízos mais inteiros, Que só por puro engenho e por ciência, Veem do mundo os segredos escondidos, Julgam por falsos, ou mal entendidos
Camões, Lusíadas, Canto V
20
março
2009

E D I T O R I A L

O investimento de R$ 63,09 milhões na promoção do turismo brasileiro nos países vizinhos e a intensificação da promoção nos principais destinos regionais: Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai, sendo R$ 11 milhões destinados especificamente a publicidade, ressaltam a importância do fortalecimento da inserção do Brasil na América Latina, na ótica do Ministério do Turismo.

Trabalhando no mesmo diapasão, inúmeras entidades que compõem o Conselho Nacional do Turismo, vem realizando missões e ações de relacionamento e promoção em toda região.

A Confederação Brasileira de Convention & Visitors Bureau (CBCVB), por exemplo, promoveu no final do ano passado a participação de uma significativa delegação brasileira no I Congresso Latino-americano de CVBs, tendo conquistado, inclusive, o direito de realizar a segunda edição do evento no Brasil.

A União Brasileira de Promotores de Feiras (UBRAFE) vem realizando ações em toda região, já tendo promovido as feiras brasileiras em palestras apresentadas em Montevidéu, Buenos Aires, Santiago, Bogotá e, nas próximas semanas, em El Salvador, Lima, Cidade do México e Caracas.

Em dezembro passado, a UBRAFE promoveu durante a Semana Nacional dos Eventos uma reunião da Associación Internacional de Ferias de América (AFIDA) que contou com a presença de dirigentes da Colômbia, Chile, México, El Salvador, Venezuela e Panamá. Além de um amplo acordo com o objetivo de promover a cooperação e o intercâmbio latino-americano, o trabalho da Ubrafe resultou na indicação de Armando Campos Mello, recém eleito presidente da entidade brasileira, para a diretoria principal da Afida, num claro reconhecimento da importância do Brasil no cenário da promoção comercial regional.

A AMPRO, recém inserida no CNT, também tem se movimentado na direção da integração latino-americana, sendo uma das fundadoras da Federação Ibero-americana de Marketing Promocional (FIMAPRO), tendo promovido a primeira Reunião no Brasil, em maio de 2008, participado ativamente da Reunião realizada em outubro, no Uruguai, e já confirmado sua presença na 3ª. Reunião, em maio próximo, no México.

A FIMAPRO congrega entidades de marketing promocional do Brasil, Uruguai, Chile, Argentina e México, devendo se integrar em maio a Colômbia e o Equador e tem analisado questões como: certificação, cadastro de idéias on-line, educação, treinamento e melhores práticas.

Na contramão destas ações afirmativas, a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC), em sua atual gestão, afastou-se totalmente das co-irmãs dos países vizinhos, tendo se ausentado por completo das atividades da Federación de Entidades Organizadoras de Congresos y Afines de America Latina (COCAL).

Tendo sido uma das fundadoras da Associação, a ABEOC por quase 25 anos teve relevante participação e significativo respeito de seus pares, o que pode ser avaliado pelos cinco anos em que exerceu sua presidência e os quase vinte em que manteve uma de suas vice-presidências.

Neste período, o Brasil foi o país que mais vezes recepcionou seu Congresso, tendo sido sede de três eventos realizados em Fortaleza, Porto Alegre/Gramado e Curitiba/Foz do Iguaçu.

Além de ausentar-se nas atividades da entidade, em cujos quadros diretivos pela primeira vez desde sua fundação não figura nenhuma brasileiro, a ABEOC não participou dos dois últimos Congressos da COCAL, cuja edição deste ano contou com a participação de palestrantes de 15 países e congressistas de 23, ressaltando a importância do compartilhamento de informações e experiências entre os diversos países latino-americanos.

Prestigiada por organizações internacionais como ICCA, EIBTM, IMEX, GMIC, MCI e referenciada pela excelência de seus palestrantes: Alisson Batres (coordenadora do Clube Olímpico para os Jogos Olímpicos de Pequim, faz parte da equipe do COI para as Olimpíadas de Inverno, Vancouver 2010); Martin Sirk (CEO da ICCA); Robin Lokerman e Roger Tondeur (presidente da MCI, a maior empresa de eventos do mundo, com faturamento superior a US$250 milhões); Tom Hulton (presidente da IMEX), Tamara Kennedy (diretora executiva da Green Meeting Industry Council - GMIC) e Steve Knight (diretor The Global Meetings & Exhibition - EIBTM), a COCAL 2009 teve ainda como eventos paralelos o ICCA Chapter Latinoamerica e o Future Leaders Forum.

Criticado por sua ausência, o Brasil foi muito elogiado pela palestra da gerente de eventos da Embratur, Maria Katavatis que apresentou o painel “Impulsionando um Destino para o Turismo de Negócios”, expondo as estratégias promovidas pelo Instituto, demonstradas pelas políticas criadas para captação de eventos, resultando em diversas citações do Brasil como referência na promoção de eventos internacionais, a exemplo de Gastón Ramos, diretor executivo do Conselho de Promoção Turística do México, que apresentou o país como modelo durante o painel do México apresentado no Congresso.


SERGIO JUNQUEIRA ARANTES
Editor
sergio@expoeditora.com.br

 

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades