Vendo do mundo os segredos escondidos
Sergio Junqueira Arantes
Os casos vi que os rudes marinheiros, Que têm por mestra a longa experiência, Contam por certos sempre e verdadeiros, Julgando as coisas só pela aparência, E que os que têm juízos mais inteiros, Que só por puro engenho e por ciência, Veem do mundo os segredos escondidos, Julgam por falsos, ou mal entendidos
Camões, Lusíadas, Canto V
25
maio
2009

O Profeta disse que...

Onde há fumaça, tem fogo. Nos últimos dias, as informações sobre a venda do controle acionário da maior operadora turística da América Latina voltaram a circular, com muita ênfase. A assessoria de imprensa da CVC nega, mas Guilherme Paulus não se manifesta. Publicada pela Gazeta Mercantil e distribuída pela Agência SEBRAE Notícias a matéria informa que o Carlyle Group pagará R$800 milhões por 63% da empresa, permanecendo Guilherme na presidência de seu Conselho, com direito a indicar três conselheiros, ficando Valter Patriani na direção da CVC, com um contrato de 5 anos. Vale observar que a Webjet Linhas Aéreas e a GJP Administradora de Hotéis não foram incluídas na negociação.

Em breve o Rio de Janeiro terá um Hyatt. As negociações com Eike Baptista estão bem encaminhadas e o novo Hotel Glória levará a bandeira Grand Hyatt.

E Salvador vai ganhar um Hilton. O hotel faz parte do projeto de revitalização da região portuária que ganhará ares de Puerto Madero. O Hilton baiano é fruto do retrofit de um prédio tombado situado ao lado do Mercado Modelo, próximo do Elevador Lacerda, dois ícones da cidade.

As estatísticas já começam a demonstrar o prejuízo que a ANAC causa ao turismo e à economia nacional. A quantidade de brasileiros que viajavam para o exterior que vinha caindo desde o final do ano passado – janeiro (-7,9%), fevereiro (-11%) e março (-13,2%) – em abril já aumentou (+3,5%). No mercado nacional os resultados foram inversos: janeiro (+9,6%), fevereiro (-0,6%) e março (+3,6%); em abril caiu 2%. E os pacotes para o exterior, segundo a ABAV, já estão 12% mais baratos. São os primeiros efeitos da malfadada decisão da ANAC liberar as tarifas aéreas.

Se dona Solange queria ferrar o turismo nacional não poderia ter escolhido melhor hora. Segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), o tráfego aéreo mundial caiu 9,3% em março, em comparação com março de 2008. As vendas na primeira classe tiveram uma redução de 19%. Ou seja, a competição vai se acirrar.

O evento do WTTC, no Costão do Santinho, em Florianópolis, foi excelente. Todos teriam saído satisfeitos se a TUDO, empresa paulista contratada para sua organização não tivesse pisado na bola no final. Colocar centenas de convidados estrangeiros num percurso de quase uma hora de ônibus para assistir um show do Roberto Carlos, num camarote que de VIP só tinha o nome, situado a mais de 500 metros do palco, foi o MAIOR desastre. Sem considerar que o fundamental no repertório de Roberto é a letra de suas músicas e que sua performance no palco é quase nula. Bom senso, de vez em quando é bom!

Finalmente a Accor vai desembarcar sua bandeira Pullman no Brasil. O Gran Mercure Ibirapuera está sendo preparado para ser o primeiro hotel upscale da rede no país.

A NBTA e a MPI estão aumentando suas apostas no Brasil. Já anunciaram a realização de um grande evento conjunto, reunindo também a ABGev e o Chapter Brazil MPI num projeto similar à Lactte. Acontecerá dia 1º. de outubro, no Grand Hyatt São Paulo.

Outro cartão postal carioca deverá mudar de mãos nas próximas semanas. As negociações para venda do antigo Meredien para a rede Windsor estão nos finalmentes.

Enquanto isso, o antigo Hotel Nacional ...

Eike Baptista continua emprestando sua credibilidade, e recursos, ao desenvolvimento do Rio de Janeiro. Depois de lançar o Pink Fleet e comprar o antigo Hotel Glória, Eike foi um dos financiadores dos trabalhos para conquista das Olimpíadas (entrou com US$5milhões). Num futuro próximo, será visto atuando na área da Marina da Glória (já é o dono, só está esperando aprovação das autoridades para anunciar) e na região do cais do Porto.

Belo Horizonte é um dos destinos nacionais mais prejudicados pela crise. As maiores empresas da região estão entre as mais afetadas e diminuíram significativamente seus investimentos em eventos e viagens. Pior ainda, estão procedendo a um verdadeiro downsizing, abandonando os hotéis cinco estrelas, passando a trabalhar com as redes econômicas.

Eventos proprietários são um bom negócio. O Grand Hyatt acaba de vender sua parte no São Paulo Food & Wine para seu sócio no empreendimento, o Estadão. Foi um bom negócio para ambos. O evento que ganha um novo nome: Paladar Cozinha do Brasil, é o mais importante da enogastronomia nacional. A venda de todas as cotas de patrocínio, tendo a frente a Sansung, a Tramontina e a Bohemia comprova seu sucesso. Observe-se que Paladar é o nome do caderno temático do Estadão.

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades