Vendo do mundo os segredos escondidos
Sergio Junqueira Arantes
Os casos vi que os rudes marinheiros, Que têm por mestra a longa experiência, Contam por certos sempre e verdadeiros, Julgando as coisas só pela aparência, E que os que têm juízos mais inteiros, Que só por puro engenho e por ciência, Veem do mundo os segredos escondidos, Julgam por falsos, ou mal entendidos
Camões, Lusíadas, Canto V
08
junho
2009

Repercussão dos editoriais anteriores

Eu gostaria de agradecer publicamente ao Sérgio Junqueira Arantes - Revista Eventos, por somar forças conosco, divulgando as injustiças cometidas por alguns promotores, que alheios à qualquer posterior responsabilização por seus atos danosos, vem prejudicando diversos empresários Brasil afora!!!

 

Leiam o Editorial e tirem suas próprias conclusões.... Notem que, em todos os casos citados os promotores foram derrotados, pois ficou caracterizada a "má-fé" dos mesmos, e acreditem, conosco não será diferente, sairemos vitoriosos...

 

Vejam a recente reportagem veiculada sobre o Blue Mountain Resort, acessando o link abaixo:

 

http://terratv.terra.com.br/Diversao/4004-235229/Hotel-de-R$-25-mi-pode-ser-demolido-em-SP.htm

 

Infelizmente não houve acordo, pois o Respeitável Senhor Promotor de Justiça, pediu a Demolição de um Resort pronto, decorado que estava há 60 dias de ser inaugurado??? e totalmente licenciado pelos órgãos competentes...

 

Infelizmente, vejam o que acontece quando se dá muitos poderes a uma pessoa com pouco cérebro!!!

 

E quem paga o nosso prejuízo... 

Dr. Vicente Chiarello Jr.
Diretor Comercial  e Jurídico
Blue Mountain Resort

  


 

Corajoso, claro, concatenado e profundamente adequado o texto escrito pelo articulista Sergio Junqueira Arantes.

 

Quero dar o meu testemunho pessoal de ter acompanhado a obra do Blue Mountain Resort e de ter presenciado pessoalmente a seriedade com que os empresários que o idealizaram sempre trataram a questão ambiental.

 

Não é possível que uma injustiça como esta, seja cometida desta forma arbitrária. Convoco a todos que participam da imensa e vital Indústria do Turismo a se posicionarem contra este absurdo.

 

O empreendimento é virtuoso, vai propiciar desenvolvimento e empregos à região e acima de tudo não traz nenhum prejuízo ao meio ambiente.

 

Espero que a justiça prevaleça e que possamos ter a satisfação de ver o Blue Mountain abrir suas portas e realizar seu trabalho em paz. 

 

Leonardo Fontenele

Chairman para América latina

Associação Mundial de Entretenimento Temático


 

Parabéns pelo excelente editorial publicado na edição 123 da Eventos News.

 

Fazia tempo que não lia um editorial tão lúcido e alinhado com o pensamento de tantos brasileiros empresários e empreendedores que tanto sofrem frente aos abusos de poder de alguns promotores.

 

Parabéns pela magnífica contribuição à construção de uma opinião pública crítica e atenta aos desmandos de alguns atores públicos.

 

George Anderson Gosson

Diretor Comercial

Praiamar Natal Hotel & Convention


 

Parabéns pela matéria do Blue Mountain.

Conceição Zeppelini

Diretora de Novos Negócios
FZZ Ind e Comércio de Brinquedos Ltda


 

Venho através desta apoiar o editorial e expressar minha extrema indignação com os atuais promotores públicos desta nossa nação. É inconcebível que estes indivíduos que se dizem "doutores" tomem tais atitudes. Tais atitudes são tomadas, atualmente, visando ganhar notoriedade ou, pior, visando uma vendeta pessoal contra o empresário que não quis pagar o famoso pedágio.

 

Não pensam nas conseqüências econômicas e, conforme muito bem relatado no editorial, em quantos pais de família ficarão ou ficaram sem a renda mensal, que garantiria a subsistência de seus entes e familiares.

 

Gostaria de relatar, em uma proporção infinitamente inferior, sobre um problema que ocorre com minha família. Somos proprietários de um terreno no Sítio de São Pedro, condomínio no Guarujá há mais de 20 anos e certo tempo atrás um promotor público que não conhece as políticas de preservação do nosso condomínio, resolveu embargar qualquer terreno que estivesse entre uma linha imaginária e o canal de Bertioga. Esta linha imaginária foi traçada de uma maneira totalmente irresponsável e percebe-se que foi feita de qualquer maneira, pois é uma linha reta que nem sequer segue o traçado do Canal. Segundo as autoridades esta área foi criada para evitar o assoreamento do Canal devido às obras que porventura pudessem existir na região. O Sítio de São Pedro tem uma política de plantio de cada espécie que venha a ser cortada para a construção de uma nova casa. Para cada árvore serão plantadas X árvores no seu lugar. Não me recordo agora de cabeça quantas são. Existem diversas espécies que são protegidas pelo IBAMA e não pode ser cortada, prática que é mais do que respeitada no condomínio. Todos os terrenos têm a obrigatoriedade de ter uma área verde que é em torno de 3 vezes o tamanho do terreno, ou seja, quando compramos o terreno compramos uma área verde que não pode ser mexida junto. Esta política de proteção ambiental já existe desde muito antes desta onda verde tomar o nosso planeta. Nosso condomínio sempre foi ecologicamente correto e é um absurdo que devido a um promotor público irresponsável venhamos à perder um investimento que fora feito para garantir a aposentadoria dos meus pais. Meu irmão e eu pretendíamos começar a construir uma casa para eles no local para poderem ter uma aposentadoria tranqüila em meio à natureza e longe da poluição.

 

O porquê disto não sei e sinceramente não vou procurar muito para não descobrir algo de podre. Enquanto propagandas de condomínios que dizem para morar em meio ao verde e, pelas fotos de divulgação, vemos que são áreas totalmente descampadas são aceitos, nosso condomínio que sempre foi famoso por ser uma área de preservação da Mata Atlântica é atingido desta maneira. É algo inadmissível...

 

O intuito deste meu desabafo é mostrar que todos nós estamos sujeitos à ação destes irresponsáveis pagos com nosso suor.

 

Inclusive gostaria de "celebrar", pois semana passada foi nosso último dia destinado a pagar impostos do ano.... De agora até o final do ano, o dinheiro que entrar é nosso... Até parece....

 

Fred Falck
Atendimento
011 2279 1678
011 8274 7158
www.metroametro.com.br
fred@metroametro.com.br


P/S – Se você sabe de outros empreendimentos turísticos que tiveram seu desenvolvimento prejudicado por atos de promotores, ou de sentenças judiciais que impediram a continuidade destes absurdos, agradeceríamos que nos encaminhe um relato da ocorrência (se solicitado, garantimos manter em sigilo o nome do informante)

Arquivos
Buscar nos Blogs
O que deseja procurar?
Escritores
Newsletter
Receba as novidades