Portal Eventos

* Antes de imprimir pense em seu compromisso com o Meio Ambiente

Mercado & Eventos
Rui Carvalho
Não concordo com uma palavra do que dizeis, mas defenderei até à morte o vosso direito de dizê-lo
François Marie Arouet – Voltaire
21
outubro
2013

Você Acredita em Discos Voadores?

escrito por Rui Carvalho

VOCÊ ACREDITA EM DISCO VOADOR?

Entre 21 e 25 de novembro próximo Foz do Iguaçu recebe o V Fórum Mundial de Ufologia, o UFOZ. Na ocasião estarão presentes as maiores autoridades mundiais, se assim podemos dizer, em ufologia. Um dos destaques é o americano Travis Walton, que em 1975 diz ter sido abduzido por seres extraterrestres no Arizona, na frente de seus colegas. O caso, que ganhou repercussão mundial, foi exaustivamente pesquisado por ufólogos e até hoje desperta o interesse de milhares de pessoas. Walton afirma ter sido devolvido à terra completamente mudado. Não é de estranhar, afinal não é todo dia que se é sequestrado por ET´s e se vive para contar a história. O fato é que, apesar das inúmeras resistências, piadas e brincadeiras, o assunto é sério e provoca reflexões.

Por questões de foro íntimo vou abster-me de emitir juízo de valor sobre o tema, porém, não posso deixar de pensar que é bem provável que haja outras formas de vida, outras civilizações e outros mundos por aí. Negar essa possibilidade configuraria um caso de extrema prepotência e arrogância. Imaginar que somos os únicos seres a habitar este mundão de meu Deus e seus arredores é algo que não encontra nenhum respaldo na lógica. Mas enfim, que seja dado o benefício da dúvida aos incrédulos. Nesse assunto, porém, prefiro comportar-me como bom agnóstico: se não encontro provas de sua veracidade, tampouco encontro algo que as desminta. Desta forma a gente não desagrada a nenhum dos lados e ainda deixa a mente aberta para novas interpretações e novos conceitos, não vá algum ET resolver aprontar comigo! Como gostam de dizer os espanhóis, “no creo en brujas, pero que las hay, las hay”

Não vejo como não pensar na existência de outras formas de vida num universo infinito como o nosso. Faz muito mais sentido admitir que não estamos sozinhos do que ridicularizar quem acredita nas visitas frequentes dos nossos vizinhos galácticos. Não quero com isso dizer que estou preparado para aceitar facilmente as histórias de gente abduzida, experiências de convivência com ET´s, ou a troca de informações com seres esguios e com roupas de nylon, como consta em alguns relatos. Uma coisa é admitir a possibilidade de haver outras formas de vida, sejam elas superiores ou inferiores à nossa. Outra, bem diferente, é aceitar candidamente os passeios em discos voadores ou as caronas forçadas em naves espaciais. Entre o folclore e a verdade há muito que discutir. É exatamente com essa finalidade que centenas de interessados se reunirão em Foz do Iguaçu no próximo mês. Conferencistas de todo o mundo e especialistas brasileiros estarão reunidos no hotel Golden Tulip para discutir todos os assuntos relativos à atividade ufóloga. O maior especialista brasileiro no assunto, A.J. Gevaerd, editor da Revista UFO e organizador do evento, com quem jantei na última sexta feira sem que nehum marciano nos incomodasse, pretende que o assunto volte a ser discutido na ONU de forma séria, como já aconteceu antes. Aliás o evento nada tem de engraçado, pois há muita gente boa e séria envolvida e disposta a jurar que são verdadeiras as experiências relatadas. Mas não vão pensando que o V UFOZ vai tratar apenas dos casos caricatos ou das experiências de abdução. Há, na verdade, um forte componente tecnológico, histórico, e até sociológico permeando a discussão dos temas. Aspectos relacionados com a religião, a física, a pesquisa militar, o futuro da espécie humana e a espiritualidade estarão presentes nas diversas conferências proferidas por gente acima de qualquer suspeita. A programação completa das conferências e atividades pode ser consultada no link 

http://www.ufoz.com.br/site.php?p=programacao-conferencias

A ocorrência deste evento em Foz do Iguaçu, onde acontece pela segunda vez consecutiva, também está ligada ao grande magnetismo desta região de tríplice fronteira, um local místico por natureza e místico na natureza! Para além da vocação de Foz para os temas, digamos, transcendentais, como prova a existência aqui do Centro de Estudos da Consciênciologia, que preconiza a possibilidade de “viagens” para fora dos limites do corpo, há ainda um grande apelo tecnológico pela existência da Usina de Itaipu e de seu Complexo Astronômico, que permitirá vigílias de ufoastronômicas integradas na programação. Só mesmo num lugar único como Foz do Iguaçu, onde a grandiosidade da natureza nos faz sentir minúsculos, se pode tratar com tanta seriedade um tema que, se a muitos causa estranheza e até risos, a outros tantos serve de fonte de pesquisa e motivo para seguir adiante na certeza de que não estamos sozinhos. Se você é fã de ufologia e acredita em discos voadores e seres extraterrestres, faça já sua inscrição. Se, por outro lado, você é cético e não acredita em nada disso, aproveite e venha informar-se melhor, trocar ideias com quem tem muitas histórias para contar. De uma coisa tenho certeza: Foz do Iguaçu, no mês que vem, vai abrir espaço (com o perdão do trocadilho), para que todos discutam o tema com seriedade mais uma vez. Nosso aeroporto, com as obras de modernização em fase de acabamento, estará completamente preparado para receber os visitantes que chegarem em voos regulares. Caso alguém venha em transporte alternativo, não identificado, vamos procurar receber com o mesmo carinho e profissionalismo de sempre. As explicações, se necessárias, deixamos para os especialistas. Com a palavra o incansável A.J. Gevaerd, responsável por todo este barulho cósmico!