Portal Eventos

* Antes de imprimir pense em seu compromisso com o Meio Ambiente

Canais
Políticas do Turismo
publicado em 29 de março de 2019 - 21h 9

Prefeitura de SP adia venda do Anhembi de abril para junho

Segundo edital, publicado no Diário Oficial em fevereiro, leilão da SPTuris ocorreria no dia 9 de abril. Data de entrega dos envelopes e leilão foram prorrogados nesta quinta (28).

A Prefeitura de São Paulo adiou, nesta quinta-feira (28), a venda do Complexo Anhembi, na Zona Norte, de abril para junho.

Em edital publicado em fevereiro no Diário Oficial, a entrega dos envelopes dos interessados na privatização da SPTuris deveria ocorrer no dia 2 de abril. O leilão seria no dia 9 do mesmo mês, com lance mínimo de R$ 1 bilhão.

Em comunicado interno, a Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias determinou a prorrogação dos prazos. Agora, o recebimento dos envelopes será no dia 4 de junho e o leilão, 11.

Também nesta quinta (28), a Justiça suspendeu a decisão que impedia qualquer demolição no Complexo do Anhembi.

A liminar não interferia no processo de privatização do Complexo, mas limitava as possibilidades construtivas dos futuros compradores.

O processo que tramitava desde julho de 2018, quando o Ministério Público entrou com uma ação civil pública para que fosse reconhecido o valor histórico, artístico e cultural das edificações, antes da privatização.

Na ocasião, os promotores ganharam decisão favorável. A Prefeitura, porém, recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que liberou a demolição.

O complexo Anhembi possui 400 mil metros quadrados, divididos entre Sambódromo, Pavilhão de Exposições e Palácio das Convenções. O espaço conta com um estacionamento com capacidade para 6,5 mil vagas.

Legado do ex-prefeito João Doria (PSDB), o projeto de privatização do Anhembi foi aprovado pela Câmara Municipal no dia 5 de dezembro de 2017 e sancionado 15 dias depois. Em maio deste 2018, os vereadores aprovaram o PL que define as regras construtivas do Complexo.

Pela lei, a Prefeitura está liberada para privatizar o espaço de eventos, pavilhões, exposições e sambódromo.

Fonte: assessoria

Veja também:

19/12/2019
Secretaria Estadual de Turismo assina convênios no valor de R$ 128,6 milhões
Recursos financiarão obras de infraestrutura em 203 municípios (67 Estâncias e 135 Municípios de Interesse Turístico - MITs).
27/11/2019
Bolsonaro transforma Embratur em agência, isenta hotéis de ECAD e eleva imposto sobre leasing de aeronaves
Entidades do turismo e hotelaria comemoram e ABEAR critica Medida Provisória, apelidada de 'A Hora do Turismo', assinada por Bolsonaro.
28/10/2019
Setor de parques e atrações celebra conquista definitiva da isenção do imposto de importação
Novidade foi aprovada no Mercosul e publicada no Diário Oficial da União, dando nova perspectiva e oportunidades a uma indústria que movimenta R$ 3 bi por ano no País.
12/10/2019
Nova cota potencializa turismo de compras em Foz do Iguaçu
Cota de compras terrestres de US$ 500 (R$ 2.050,00), anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro, vai potencializar ainda mais o turismo de compras na fronteira trinacional.
Ver mais