Portal Eventos

* Antes de imprimir pense em seu compromisso com o Meio Ambiente

Canais
Aéreo
publicado em 10 de maio de 2019 -  1h 6

ABEAR defende abertura irrestrita de capital estrangeiro na aviação comercial brasileira

A entidade ressalta que é fundamental que a Medida Provisória (MP) 863/2018 seja aprovada sem as emendas incluídas recentemente.

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) defende a abertura irrestrita de capital estrangeiro na aviação brasileira. Há consenso entre suas associadas de que essa medida amplia a competição, extremamente benéfica para a economia do país e para o consumidor. A ABEAR ressalta que é fundamental que a Medida Provisória (MP) 863/2018 seja aprovada sem as emendas incluídas recentemente.

O texto aprovado na Comissão Mista do Congresso Nacional, ao pretender obrigar as empresas a operar parte de seus voos em rotas regionais e revogar o modelo praticado em todo o mundo em relação à política de bagagem, compromete o modelo de negócio das companhias que queiram operar no país.

Para a ABEAR, são alterações que contradizem o espírito da própria MP, afastando investidores e novas empresas aéreas do Brasil.

Fonte: assessoria

Veja também:

01/11/2019
Voopter está entre os finalistas em prêmio de melhor app de viagem do ano
Em junho, o Voopter foi eleito entre as 20 principais startups de turismo do mundo pela Skift.
21/10/2019
Preço médio de passagens cai até 23% após chegada de companhias aéreas de baixo custo
Levantamento do KAYAK considera rotas operadas pela chilena Sky Airline e pela norueguesa Norwegian Air; novas companhias ainda podem impactar preços no médio prazo.
06/10/2019
Amaszonas anuncia voos de Santa Cruz de la Sierra para dois destinos brasileiros
Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu recebem operações da companhia boliviana com conexões convenientes para outras cidades da América do Sul.
27/09/2019
Comunicado IATA sobre a franquia de bagagem despachada
Para a entidade, a decisão aumenta a atratividade do mercado brasileiro neste momento em que o país tenta atrair investimentos de companhias aéreas estrangeiras.
Ver mais