Portal Eventos

* Antes de imprimir pense em seu compromisso com o Meio Ambiente

Canais
Políticas do Turismo
publicado em 20 de maio de 2020 - 19h42

Em nota técnica, SENACON esclarece real responsabilidade solidária do agenciamento e seu direito à remuneração

Esta é uma vitória para todo o setor de agenciamento que entra para a história da ABAV.

A Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV Nacional) comemora nesta quarta-feira mais uma grande vitória ao ter reconhecida pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública a proporcionalidade da responsabilidade solidária das agências de turismo, consoante ao valor da sua remuneração.

“Estamos trabalhando há semanas na elaboração deste documento emitido pela SENACON, que esclarece todos os pontos cruciais para nossa subsistência, em complemento às regulamentações da MP 948. Esta é uma vitória para todo o setor de agenciamento que entra para a história da ABAV, ao ter finalmente estabelecido e reconhecido o direito legal à remuneração pelo serviço que prestamos a consumidores e fornecedores, e à proporcionalidade quando da análise de nossa responsabilidade. Um passo importante para o necessário ajuste de leis e paradigmas sobre o real papel do agenciamento pelo qual lutamos há anos”, comemora a presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar, que participou, juntamente com dirigentes das demais entidades do setor, de reuniões envolvendo os ministérios da Economia, do Turismo e da Justiça e Segurança Pública, por meio da SENACON.

A nota técnica estabelece o entendimento de que a remarcação ou o cancelamento dos serviços turísticos contratados não dependem de ação das agências de turismo, mas sim da efetiva prestadora do serviço turístico. Ao agenciamento, portanto, cabe a obrigação de intermediação do pedido de remarcação e/ou cancelamento perante os efetivos prestadores dos serviços turísticos, não podendo ser responsabilizadas pelo não cumprimento ou não entrega dos serviços contratados. Esclarece, ainda, que em caso de reembolso ao consumidor, a remuneração da agência de turismo é algo que se justifica de ser preservada em acordo com o consumidor.

Fonte: assessoria

Veja também:

29/06/2020
Otávio Leite deixa Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro
“Estou deixando a Setur-RJ, por iniciativa própria, e partindo para um projeto acadêmico – aplicando para doutorado em Turismo".
10/06/2020
Setor de turismo pede urgência na prorrogação da suspensão do contrato de trabalho
A prorrogação da MP 936 será fundamental para a manutenção dos empregos e sobrevivência do setor.
05/06/2020
Entidades assinam protocolo de biossegurança para a reabertura das agências e operadoras de turismo
Documento protocolado esta semana na Prefeitura de São Paulo é assinado pela ABAV, Abracorp, AirTkt, Braztoa e Clia Brasil.
04/06/2020
Abeoc Brasil lança campanha pela retomada consciente dos eventos
A Associação Brasileira das Empresas de Eventos reuniu hoje em live transmitida ao vivo pelo seu canal no Youtube, sua presidente, Fátima Facuri; o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio; a deputada federal Soraya Santos; o presidente-executivo da União Brasileira dos Promotores de Feiras – UBRAFE, Armando de Campos Mello; e o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, Alexandre Sampaio. Em pauta, a retomada das atividades e os protocolos sanitários.
Ver mais