Portal Eventos

* Antes de imprimir pense em seu compromisso com o Meio Ambiente

Canais
Pesquisas
publicado em 03 de junho de 2020 -  0h29

Eventos Expo Editora e Rodrigo Cordeiro Estratégia apresentam resultados da pesquisa O Mercado de Eventos Associativos no Brasil

O objetivo da Pesquisa é entender o comportamento das associações e sociedades, assim como dos eventos que realizam, em diversas dimensões.

Ancorada por Sérgio Junqueira Arantes, CEO da Eventos Expo Editora e publisher do Portal Eventos, o Conecta Fórum Eventos fez uma edição extra nesta terça-feira (02) para apresentar os resultados da pesquisa O Mercado de Eventos Associativos no Brasil.

Além de Junqueira, também participou da LIVE Rodrigo Cordeiro, ex-diretor da MCI Brasil e da ABEOC São Paulo, que através da sua consultoria, a Rodrigo Cordeiro Estratégia, é co-autor da pesquisa, e apresentou para o público, além dos números, uma análise mais aprofundada dos resultados.

Para a plateia do debate, Eventos Expo Editora convidou diversos profissionais e influenciadores do mercado MICE, como Elenice Zaparolli, responsável pela área de captação do Visit São Paulo, e Raimundo Peres, consultor da MICE+T Brasil, empresa especializada em estratégias de marketing para destinos.

Elaborada e executada a quatro mãos pela Eventos Expo Editora e a Rodrigo Cordeiro Estratégia, a pesquisa O Mercado de Eventos Associativos no Brasil foi realizada em dezembro, janeiro e fevereiro. Cerca de 500 associações já haviam sido consultadas e respondido a cerca de 86 perguntas, quando a pesquisa teve que ser interrompida pela chegada do novo Coronavírus, para que os números de março em diante não distorcessem completamente os resultados.

Sérgio Junqueira considerou relevante a divulgação da pesquisa, mesmo tendo sido realizada pré-Covid, porque a partir do segundo semestre do ano que vem, as coisas voltarão a ser o que eram antes. Os números e dados obtidos são muito ricos e trazem informações relevantes que servem de benchmarking.

Depois de apresentar a pesquisa, respondendo a perguntas dos participantes da live, Rodrigo disse acreditar que, até que saia uma vacina, os Centros de Convenções deverão substituir os hotéis em função da exigência do distanciamento”.

Na sequência de respostas a questionamentos dos participantes da live, a gerente de captação de eventos do Visit São Paulo, Elenice Zaparoli, disse que já demandou, mas ainda não recebeu o redimensionamento dos hotéis”. Mas já se sabe que os centros de convenções e hotéis têm plena consciência de que todos vão ter que dar a sua cota de sacrifício. Mas, sem dúvida, os custos vão aumentar”.

Atendendo a uma provocação, Cordeiro citou a multiplicidade de entidades como um dos problemas deste momento, que exige força de representatividade do setor para impor suas demandas ao poder público. Todo mundo está fazendo o seu próprio protocolo particular. Ele considera que o ForEventos (entidade que congrega uma série de outras entidades do setor) poderia sintetizar todas as demandas e representar todo o segmento.

Rodrigo lembrou ainda que grande parte das entidades associativas não-médicas não tem funcionário, não tem gestores. A gente conversa com uma secretária que toca tudo. Estamos sentindo um esboço de união neste momento de crise, "mas quando a bonança voltar a tendência é cada um voltar para o seu umbigo", reforçou Rodrigo, torcendo para que isso não aconteça. Paulo Jorge Carvalho, que estava acompanhando a LIVE de Portugal, através do canal do Portal Eventos no Facebook, enviou um comentário, afirmando que o problema não é o número de entidades, mas a falta de articulação entre elas”. Carvalho observou ainda que em Portugal o diálogo é bastante facilitado com o Poder Público, justamente porque existem poucas entidades, mas com bastante força de representatividade.

Respondendo a um questionamento de Sérgio Junqueira Filho, do Portal Eventos, sobre o impacto dos eventos híbridos e dos protocolos nos orçamentos, Rodrigo disse que devemos nos concentrar naquilo que é o cerne do evento e rediscutir vários penduricalhos que eram oferecidos antes. Precisamos dar um CtrlC – CtrlV. Este momento deve ser aproveitado para a gente estudar. Nós temos que descompor para recompor, desmontar o robozinho que existe hoje e remontá-lo”.

Sérgio Junqueira Arantes criticou o Governo Federal por não cobrirem os custos da subutilização dos espaços, o que em outros países está sendo feito.

Siga abaixo um resumo dos resultados da pesquisa. Cada slide representa a abertura de um capítulo. O E-book com a íntegra da Pesquisa, você consegue baixar clicando neste link. Você terá acesso a dezenas de dados, gráficos e comentários que explicam e contextualizam os resultados.


DIMENSÕES DA PESQUISA


ENTIDADE – ASSOCIADOS


ENTIDADE – ESTRUTURA


ENTIDADE – REGIONAIS


ENTIDADE – FINANCEIRO


ENTIDADE – TECNOLOGIAS

No capítulo Eventos, assunto do título da pesquisa, aprofundamos mais os questionamentos para entender:

  • Terceirizações
  • Digital
  • Mídias sociais
  • Números; quantidade, inscritos e visitantes
  • Financeiro; orçamento, % por despesas e receitas
  • Exposição Paralela; expositores, metro quadrado
  • Pernoites; quantidade e forma de reserva
  • Destinos considerados; nacionais e internacionais
  • Período; quando realizam ou não seus eventos
  • Trabalhos técnicos

EVENTOS – PERÍODO


EVENTOS – QUANTIDADE


EVENTOS – FINANCEIRO


EVENTOS – COMUNICAÇÃO DIGITAL


EVENTOS – EXPOSIÇÃO PARALELA NA FEIRA DE NEGÓCIOS


EVENTOS – TERCEIRIZAÇÕES


EVENTOS – HOSPEDAGEM


EVENTOS – DESTINOS




Veja também:

11/08/2020
Brasileiros pretendem viajar já no final do ano, diz pesquisa
37,8% dos brasileiros pretendem viajar nos próximos 12 meses, e 55,4% preferem um destino nacional.
05/08/2020
Novo estudo da Casa 96
Pesquisa traz dados sobre comportamento promocional em tempos de COVID.
30/07/2020
Abracorp sinaliza retomada das viagens corporativas domésticas
Os players dedicados à indústria de viagens corporativas demonstram maturidade, espírito colaborativo e desejo irrefreável de superação.
24/07/2020
A indústria do turismo latino-americano exige uma nova política para se recuperar dos efeitos do COVID-19
O surgimento e disseminação da pandemia COVID-19 alterou os fatores que tornam o setor turístico de um país competitivo.
Ver mais